Ah voltei…

quarta-feira, 24 / fevereiro / 2010

Ok, eu pensei, cheguei a um decisão, e fui. E já voltei… Tô em casa desde sábado, pra falar a verdade… A viagem teve pontos altos e baixos, mas foi muito mediana, sabe? Talvez por isso que esteja tão desanimado para contá-la, se fosse péssima, eu pelo menos garantiria umas risadas…

Assim sendo eu vou ignorar o assunto. Aliás só tô postando para ver se eu consigo me reacostumar a blogar 😛

Anúncios

E aí, blz? Voltei!

domingo, 30 / dezembro / 2007

Eu não gosto de fazer esse tipo de post. Sabe como é, o cara passa um tempo ocupado, sem tempo e/ou inspiração para escrever. De repente ele lembra que tem um blog mas continua sem inspiração. O que ele faz? Escreve um post de retorno, lógico! O problema é que já tem uns dois posts desse tipo na primeira página desse blog, o que me faz pensar se eu não tô abusando dessa tática.

É claro, não foi a primeira vez que eu fiquei sem inspiração, qualquer um que se dê ao trabalho de investigar o arquivo deste blog com certeza notará uma série de posts tapa-buraco. Desde aos lado bom, ruim e péssimos que até eram legalzinhos até repostagens de blogs antigos. Não que eu seja contra blogueiro que faça repostagem, mas no meu caso, onde o blog de maior sucesso que já tive é este aqui, fica meio estranho…

Eu podia dar a desculpa da falta de tempo pois nas últimas postagens eu contei que havia arrumado um “emprego”. Mas o fato é que eu saí de lá em outubro, assim minha desculpa tá furada.

O caso é que não me faltou idéia pra post, há uns 3 ou 4 rascunhos pela metade, além de outros que ficaram só na cabeça, mas a realidade é que foram passando os dias, semanas, e quase quatro meses. Bem, o que posso dizer? Foi mal galera? Sei lá… Eu só sei que eu gostava de ter um blog, e hoje percebi que continuo adorando ser blogueiro.

Então vamos dizer que tive um bloqueio criativo, e que eu vou inicialmente completar os rascunhos e dentro de alguns dias voltaremos às atividades normais. Grato pela pela paciência!

Então, se ainda tem alguem aí, minhas sinceras desculpas, um feliz natal atrasado e um feliz ano novo adiantado. E beleza, tô de volta.

Desobstruindo a pauta

quarta-feira, 5 / setembro / 2007

Tá, eu devia estar contando a história da Venezuela, porém aconteceu o que eu mais temia… Eu esqueci de quase todos os micos que paguei por lá, e conseqüentemente, fiquei sem história para contar. Sim, fiquei mesmo, pois a parte mais interessante foram justamente eles, os micos. Os que eu lembro ficaram meio sem graça, pois só podem ser entendidos dentro do meu contexto diário.

Um exemplo, seria a minha rotina de sempre tropeçar no mesmo degrau do hotel em que eu me hospedei. Bem, com certeza você, caro leitor, no máximo deve ter esboçado um leve sorriso amarelo e ainda assim só para não perder a amizade. Claro que sabendo do contexto, o pessoal da universidade riu até demais. Eu poderia tentar explicar, mas sejamos sinceros, piada explicada perde a graça.

Assim criou-se um dilema, pois eu tinha assuntos novos para postar, mas não queria fazê-lo sem antes terminar a série sobre a Venezuela. Logo, fiquei sem postar, pois não consigo lembrar-me de nada muito relevante. E incrivelmente é justamente nessas horas que surge cada idéia de post… Então para resolver esse impasse, aí vai um micro-resumo da aventura, em tópicos para economizar parágrafo. E se eu me lembrar de mais coisas, prometo solenemente postar. Mesmo porque oficialmente eu não encerrei a série sobre a Venezuela. Enfim aí vai:

  • Chegando em Boa Vista, fomos diretos do aeroporto para a rodoviária para comprar a passagem para Puerto La Cruz. Tava fechado, passamos o resto da noite num hotel em frente e logo de manhã compramos passagem e pegamos o onibus.
  • 20 horas e 40 barreiras Guarda Nacional Venezuelana depois, estávamos em Puerto La Cruz. Daí foi só esperar a balsa (que se atrasou 2h, saindo lá pelas 10h) e 4h depois, aportamos na famosa Isla de Margarita. Quando finalmente chegamos em um hotel com vagas, já era 16h, mal deu tempo de dar uma volta nas no quarteirão e comer um almoço/ janta em um restaurante local, vendo Chaves.
  • No outro dia, eu o tio fomos à praia. Ser brasileiro num lugar cheio de gringo é ruim por isso, a gente pechincha e os gringo vão com dinheiro na mão. Preciso dizer quem recebe melhor tratamento? Bem nesse dia minhas reservas ficaram escassas e eu não comprei mais nada a  partir de então.
  • Dia de voltar. Como não foi uma viagem bem planejada, já tínhamos planejado ficar pouco tempo.  Como a passagem de Manaus para Belém já estava comprada, restava-nos chegar até Manaus.  Bem,  dessa vez a balsa atrasou 5h e perdemos o ônibus para Boa Vista. Então não restou alternativa à nós senão fazer um itinerário errante pela Venezuela, indo de cidade em cidade em cidade de ônibus até chegarmos em Santa Elena, de onde pegamos um táxi até a fronteira. Por cerca de R$25,00 que, ironicamente, não dá para ir da minha casa até ao aeroporto daqui.
  • Na fronteira, algumas carimbadas e estávamos no Brasil. Também foi barato (mas não tanto) chegar até Boa Vista, e teria sido uma ótima viagem se não fossem os buracos (que para minha vergonha, são praticamente inexistentes na Venezuela) e um singelo cochilo do taxista. Bem, milagrosamente chegamos ao aeroporto a tempo de pegar um vôo para Manaus (se bem que pela quantidade de passageiros embarcados, é bem provável que se ligássemos para o aeroporto o avião nos esperaria) e de lá, pegamos o vôo para Belém.

E fim. Tá beem resumido, mas como eu disse, depois eu conto…

Voltei.

quarta-feira, 15 / agosto / 2007

Desculpa pessoal, mas o post internacional direto da Venezuela não rolou! Por causa da minha absoluta falta de planejamento, inicialmente não tive tempo de parar num cybercafé. E quando finalmente arranjei tempo, a grana estava baixa e vocês não sabem como é difícil achar algum estabelecimento que aceita cartão de crédito. Assim é óbvio que passei por momentos não muitos felizes por lá.

Mas fiquem tranqüilos que eu contarei tudo. Agora não, mas em breve! Ainda tô meio pregado depois de quase 24h dentro do ônibus.

Ah, só pra deixar na vontade, confira esta foto tirada em Isla de Margarita:


Clique na imagem para vê-la em tamanho original

Férias na praia!!!

quinta-feira, 26 / julho / 2007

Eu não morri, apenas saí para para as merecidas férias (eu não tirava férias decentes há pelo menos 3 anos), e a praia (de baixo custo) que eu fui não tinha internet. Aliás na pousada onde eu tava, nem TV tinha. Para dar uma olhada eu tinha que ir numa outra pousada, mais cara.

Eu vou contar com detalhes o que aconteceu em breve, agora não dá porque eu tô resolvendo uma paradas para tirar meu passaporte e se tudo der certo eu ainda viajo denovo nessas férias e dessa vez para fora do Brasil! Pra quem até hoje só saiu do Pará 3 vezes, vai ser um grande passo, se der certo.

Então eu contarei mais detalhes, se der certo, do país para onde eu vou, e como por lá deve haver cyber-cafés, se der certo, rolará ainda algumas postagens internacionais.

PS: Eu percebi que eu usei muitos “se der certo” nessa postagem. Então prometo parar com isso. Se der certo, claro!

Férias

sexta-feira, 13 / julho / 2007

Esses dias eu tava sumido por causa das provas finais. Consegui passar em 4 matérias e estou esperando o resultado da substitutiva de Geometria Analítica. Eu preciso tirar 8,5pts, o que é bem difícil para quem tirou 1.5, 4.0 e 2.5, mas a prova estava fácil e pela primeira vez eu consegui fazer todas as questões (deixei algumas em branco nas outras).

Por isso eu ainda estou um pouco nervoso e por isso não vou falar mais nada. Até sábado ou domingo, quando eu já saberei o resultado e posto aqui o que aconteceu…

Post sem pé nem cabeça #3

terça-feira, 26 / junho / 2007

  • Antes de mais nada eu gostaria de informar que sim, eu existo e esse blog é real, e as histórias aqui contadas tambem (embora que contadas sob meu ponto de vista particular e distorcido). Ele perfeitinho porque já veio pronto, o wordpress cuidou de tudo eu só escolhi o template. Ele é pessoal porque eu prefiro assim, acho que não tenho jeito para manter um blog humorístico, apesar de não me levar a sério, prefiro acompanhar os que já estão aí… E é aberto pelo mesmo motivo que perfeitinho, o wordpress fez assim e eu não estou afim de mudar. Enfim, eu sou real, apesar de que eu preferia ser dólar ( ah, está aí outro motivo para eu fazer um blog de humor)
  • Hoje foi a última aula do curso de inglês. Putz eu já tinha me acostumado com o pessoal, e sei que vou sentir falta dessa classe, mesmo que eu estude de novo com alguns, não vai ser  mesma coisa… Mas bola pra frente…
  • Esse final de semana eu fui visitar minha avó (uma delas). No inicio do ano, quando eu soube que ela tinha Mal de Alzheimer eu decidi que visitaria mais freqüentemente (e realmente eu passava quase 6 meses para ir lá). Mas foi só dessa vez que eu realmente percebi o que está havendo. Ela ainda está bem lúcida (até ganhou na Canastra, e o povo lá joga sério!), mas deu pra ver que ela está repetindo mais as frases, leva mais tempo para raciocinar etc… Eu não fiquei triste, pois a doença ainda não se agravou tanto e ela ainda deve viver por muito tempo, mas fique tipo tocado. E pensativo, pois lembro de dos problemas que minha mãe teve com a família de meu pai quando ele faleceu, apesar da minha mãe ter separado bem as coisas e sempre ter incentivado o convívio, eu já tinha idade para conseguir perceber o que acontecia, e houve um tempo em que eu me afastei um pouco por causa disso… e agora tudo parece tão insignificante, e o que eu quero é passar mais tempo com ela. Talvez até aprenda a jogar canastra, não deve ser mais difícil do que Cálculo 1
  • Mas falando de coisas mais alegres, amanhã eu vou para uma reunião no curso de informática, e se tudo der certo, eu posso me tornar Monitor. Bem, no anuncio não falava nada de remuneração, mas isso pode vir a ser ótimo para meu currículo, e como eu não vou conseguir estágio por enquanto, é uma boa para passar o tempo.
  • Droga, eu peguei uma gripe essa semana, nem pude ir a aula, e como ainda não estou bem, eu conto o resto depois.