E Acabou

sexta-feira, 25 / novembro / 2011

E era legal. E era bonita. E por algum tempo gostei muito dela. Mas era previsível, pela segunda vez era tão previsível que ia acabar. A maior dica é que a música que mais tocava na minha cabeça nos último tempos, não era a tal da “nossa música”, mas sim essa:

Tédio. Não sei como, no fim das contas era isso o que se tornou. Eu poderia tentar discorrer sobre os defeitos que ela teria, mas não sou do tipo que precisa odiar alguém quando termina. Na verdade, eu bem que admito que errei bastante também. Me deslumbrei, não me impus quando deveria, não tomei atitude, me acomodei muito rápido.

A parte mais triste é que não houve fossa. Não houve horas e horas ouvindo Creep sozinho no quarto escuro. Meu maior medo mesmo era recomeçar. Não sou bom em começos, minha timidez me atrapalha muito nessa hora. Isso varia desde a gagueira até não saber se liga no dia seguinte ou espera três dias. Mas no final das contas, não valeu a pena. Não tive nem o gostinho de ouvir músicas deprês. Só alívio e talvez uma certa irritação.

E duas semanas depois, fui à melhor festa de Halloween da minha vida, e conheci alguém sensacional. É cedo demais pra saber se é a garota. É cedo demais pra me empolgar. Mas é legal arriscar. Se der tudo errado, ficar complicado, se eu ficar triste, bem, eu coloco essa música:

E vou lembrar que enquanto eu tiver me movendo, tudo estará bem. A estagnação e o tédio é que devem ser meus inimigos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: