Como complicar as coisas simples ~ descomplicando (parte 3)

quinta-feira, 22 / março / 2007

(1ª parte) (2ª parte)

O meu último post seria para terminar com essa série e abrir espaço para outras idéias que eu queria postar. Falhou miseravelmente nesse sentido, primeiro eu não consegui terminar a série pois mesmo que eu não escrevesse esse post, eu teria que colocar um prólogo ou coisa assim porque ainda tenho umas pendengas para resolver. Depois como eu não aproveitei as idéias na hora, que surgiram, elas então desapareceram. Se esqueci.

Então continuando da parte 2 (desconsiderem o último post, pois eu vou repetir algumas coisas dele), eu tenho dar uma pequena descrição da burocracia da universidade. Funciona assim:

  1. Você passa um ano sem vida social se matando de estudar e entra na dita-cuja.
  2. Depois você fica diariamente acessando o site para ver quando é a habilitação
  3. Aí chega a habilitação, que é tipo uma pré-matrícula, onde em tese deveríamos garantir nossa vaga, já que lá é gerado o número de matrícula.
  4. Então há a orientação acadêmica, onde recebemos orientação sobre o curso, tipo duração, funções, objetivos, etc….
  5. E até o inicio das aulas deveria haver a matrícula nas matérias do semestre…

Agora sim, eu parei na saída da habilitação, onde não assinei a lista de presente e a tia não destacou o comprovante, me devolvendo o cadastro inteiro… Foi engraçado ver no inicio da página o observação “O aluno não apresentou CPF, porem o número se encontra na carteira de identidade”, bem depois de eu ter explicado dezenas de vezes onde estava meu cpf, eles ainda colocam isso. Tipo CPF pra mim quer dizer o número, se quiser falar daquele cartãozinho, soletre: C-A-R-T-Ã-O D-O C-P-F, pois não pareceria tão ridículo.

Como eu disse no post anterior, a fome tava apertando, então me fui para casa, lá estava meu primo que também passou pra UFPA esse ano, porem só iria ser habilitado dois ou três dias depois de eu (cada curso tinha uma data e uma hora específica para a habilitação). Ele pediu pra ver o meu comprovante e estranhou o fato de não terem destacado-o, principalmente por causa daquela linha tracejada com um desenho de uma tesoura no final. Então como ele pediu pra ver de outros amigos que também passaram e todos tinha só a parte destacada, eu realmente fiquei apavorado de medo de perder a vaga.

Então eu deveria voltar lá e perguntar gentilmente para a sra algo do tipo: “Que merda ‘cês fizeram na minha inscrição?” ou talvez algo mais agressivo… Então resolvi ir no dia que meu primo fosse, já que era no outro dia mesmo, e assim eu me acalmei um pouco e esperei o amanhã chegar. Então…

[CONTINUA]

Anúncios

One Response to “Como complicar as coisas simples ~ descomplicando (parte 3)”


  1. Será q vc tem aquele sotaquezinho lindo do Paraná? Fico pensando…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: